Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2013

Veja o vídeo do encontro do Ilustrador Luciano Tasso com as crianças do Futuro melhor.

Quem gostou de ver as fotografias da visita do Luciano Tasso no Projeto do Jardim Peri, não pode deixar de ver este vídeo! Se gostar, divulgue. Quem sabe outras pessoas fiquem motivadas ao notar que a cultura pode e precisa ser levada a todos.  

Ilustrador Luciano Tasso no projeto do Jardim Peri

Neste sábado dia 30, o Histórias em Movimento levou um convidado muito especial à comunidade Futuro Melhor, no Jardim Peri Alto: o ilustrador Luciano Tasso. Foi uma visita muito esperada pelas crianças.   Luciano que ilustra belíssimos livros infantis levou seu desenho ali, para bem pertinho dos meninos e meninas, que acompanharam seus traços com muito brilho nos olhos.   Acreditamos que este encontro possa despertar nos participantes do Projeto ainda mais interesse pelos livros. Aos  poucos eles estão descobrindo e se aproximando cada vez mais da literatura e os livros já fazem parte de seu dia a dia.           Para conhecer mais sobre Luciano Tasso: lucianotasso.blogspot.com.br  

Biblioteca Circulante

Quando começamos o trabalho no Jardim Peri, tínhamos como um dos objetivos,  criar uma Biblioteca Circulante. Iniciamos com nosso acervo pessoal e fomos acrescentando mais livros recebendo doações de amigos.  Mas não contávamos com um tipo de doação: a das próprias  crianças participantes do Projeto!!!!! Sim, elas começaram a trazer seus livros de "presente" para que compartilhássemos com os colegas. Vejam abaixo alguns dos livros que elas nos "doaram". Isto sim e exemplo de solidariedade. Bonito de ver ou não? Aproveitamos para agradecer as doações dos pais e alunos da escola Bakhita, Robson Morelli da Editora Letras do Brasil, a Editora Otacília de Freitas e a amiga Denise Coutinho.

História - AS PERGUNTAS DE DOM LOBO

Era uma vez um moço trabalhador e honesto que morava com sua mãe. Viviam com muita dificuldade, quase não tendo bem o que comer. Um dia disse à mãe que não podiam continuar vivendo daquele jeito. Pediu sua benção e saiu pelo mundo para ver o que conseguia fazer. A mãe abençoou-o e ele se foi. Onde chegava, trabalhava uma semana e seguia adiante. Tempos depois chegou em um reino bonito, mas sem gente. As ruas limpas de povo, as casas fechadas, tudo calado, sem um choro de menino ou voz de homem, parecia um descampado. O rapaz procurou uma casinha, bateu à porta e pediu comida. O velho, que lá morava, recebeu-o muito bem. Quando estavam comendo o rapaz perguntou porque o reinado era assim tão triste. O velho explicou que, por mal dos pecados do povo, aparecera ali um homem encantado, de nome Dom Lobo, dono de um palácio, que comia o coração de uma pessoa a cada dia. "Pega a criatura e faz três perguntas. Se a criatura responder, pode fazer outras três a Dom

Desenhando as Histórias

O desenho e a pintura são importantes formas de expressão e sabendo disso, estamos estimulando as crianças que participam dos nossos encontros a trazerem um desenho com uma imagem que represente para elas uma cena das histórias que narramos a cada semana. Vejam alguns resultados:                             Abaixo, elas mostram sua interpretação para "Fonchito e a Lua"                             E vajam só como desenharam a história "O par de sapatos"!!!!

Chuva de Poesias no Jardim Peri

Quando começamos a fazer nosso trabalho voluntário no asilo Lar Vicentino há mais de um ano atrás, tivemos a idéia de usar um "guarda-chuva" de poesias para nos aproximar dos idosos, hoje, nossos amigos. Nós penduramos poesias e pedimos para que a pessoa escolha uma que será lida especialmente para ela. No Jardim Peri, já havíamos lido poesias nos livros, mas desta vez, levamos o guarda-chuva e fizemos a mesma proposta do asilo, mas agora, para as crianças. Pensamos que iríamos ler umas três ou quatro, que elas iriam se cansar rápido... Mas que engano! Elas adoraram e todas quiseram escolher uma poesia! E o guarda-chuva foi ficando vazio mas os corações foram se enchendo... Assim,  Mário Quintana, Cecília Meireles, Elias José e Vinicius de Moraes estiveram conosco neste lindo encontro. E outros ilustres poetas já confirmaram presença para as próximas semanas .

Programa "Meia Hora da História" - DONA BARATINHA

Divirta-se com mais um programa "Meia Hora da História". Desta vez trazemos a história da Dona Baratinha com muitas vozes de bichos e participação das crianças.

História - O PÁSSARO DO POENTE

Era uma vez um jovem camponês que vivia num país onde o inverno era rigoroso. Numa manhã onde a neve caia e caia, ele observava a paisagem da janela de sua casa. Quando os flocos pararam de cair por um instante, ele saiu caminhando e viu um movimento que lhe chamou a atenção. Ao aproximar-se, viu que era uma cegonha e estava machucada, atingida por uma flecha. De coração generoso, resolveu ajuda-la, retirando a flecha e fazendo um curativo em sua asa. Os olhos da cegonha mostraram imensa gratidão. Levantou voo e foi-se distanciando até que o jovem a viu desaparecer atrás das montanhas. Dias depois, bateram em sua porta. Ao abrir, estava diante da casa uma moça de quimono branco, quase se misturando à neve e um manto vermelho protegendo o rosto. A moça disse que estava indo para a próxima aldeia mas acabou se perdendo no caminho. Perguntou se poderia ficar ali por uma noite. O frio lá fora era imenso. O camponês apressou-se em coloca-la para dentro. Sugeriu que ela se

Jardim Peri

Sábado 10 de Agosto Veja como foi o último encontro com as crianças da comunidade Futuro Melhor na página   Sábado 03 de Agosto O inverno foi embora. O sol brilhou. E os olhos das crianças também! A História "O veado e a onça", tradicional da oralidade brasileira, abriu o caminho para as brincadeiras e os livros. A sombra feita pela chita foi concorrida! Mas a vontade de conhecer, brincar e ter um momento de infância no sábado de manhã persiste nas crianças, que já conhecemos pelo nome. Agora elas já podem levar livros para casa e devolver na semana seguinte. Estamos fazendo uma Biblioteca circulante!  

As brincadeiras e a lenda do Jurutaí no Jardim Peri

 O Projeto do Jardim Peri continua levando brincadeiras para a praça. As crianças neste dia participaram de uma oficina de construção de um brinquedo que fez as vezes de pássaro depois de ouvirem a lenda do Jurutaí.

História - ASTÚCIAS DO JABUTI

No tempo em que os animais falavam, estava um dia o jabuti limpando tranquilamente sua flauta. A onça saiu à caça e ia andando bem devagar ... uma pata aqui, outra ali ...  O vento trouxe um cheiro de capivara. A onça ergueu o nariz... - Huuummm... Hummmm... - mas logo o vento passou e levou embora o cheiro bom de caça. Ela continuou caminhando. De repente ouviu: - Fim... Fim... finfinfim... A onça parou . Ergueu as orelhas... "Que será isso? Parece que alguém está tocando flauta..." A seguir, ouviu cantar: - Do osso da onça fiz minha flauta... Fim..Fim... finfinfim... Quem se atreveria a cantar daquela maneira? Era provocação! A onça foi à procura de quem cantava e alguns metros adiante deu com o jabuti tocando uma flauta de osso: - Fim... Fim... finfinfim... Para não assustar o jabuti, a onça aproximou-se mansamente e falou: - Como você toca bem! Como era mesmo a letra da cantiga? O jabuti percebeu que a onça ouvira as palavras da música e só que

História - NOTÍCIAS DO CÉU

Era uma vez uma viúva que voltou a se casar. Certo dia, enquanto seu marido trabalhava, um mendigo manco bateu à porta e pediu uma ajuda. A mulher, que gostava muito de c o n v e r s a r, perguntou-lhe de onde vinha . O mendigo, animado com a perspectiva de conseguir uma boa esmola, disse: - Venho do Céu , com p e r m i s s ã o de Deus. Quero ver se arranjo aqui na Terra algumas coisas que facilitem minha vida lá em cima. A mulher reagiu surpresa: - Quer dizer que os habitantes do Paraíso também passam n e c e s s i d a d e? - E como, senhora! - o mendigo exclamou. - Nem mesmo no Céu existe igualdade de direitos. Lá, o que têm muito vivem melhor do que os que têm pouco... Exatamente como aqui. A mulher ficou pensativa por alguns momentos. Por fim, disse ao mendigo: - Meu primeiro marido deve estar por lá, pois era um homem bondoso e sábio. Talvez o senhor conheça. - Talvez - o mendigo repetiu, com gravidade. - Como é o nome dele? - João Firmino - disse a mulher. O mendig

História - RAPUNZEL- Irmãos Grimm

Era uma vez um casal que desejava muito ter um filho. O tempo passava e mesmo após anos estando juntos a mulher não engravidava. Até que um dia ela ficou muito feliz ao notar que estava tendo estranhos e diferentes desejos. Finalmente estava esperando um bebê! O marido passou a receber pedidos no meio da madrugada e sempre os atendia, até o dia em que a mulher pediu para comer rapunzel. Naquele lugar onde moravam, as pessoas plantavam hortas em casa e havia uma verdura difícil de ser cultivada, chamada rapunzel. A única horta onde era possível encontrar rapunzel era na casa de uma vizinha do casal, uma mulher muito mau encarada, misteriosa, que só saia de noite. Todos diziam que ela era uma bruxa. A mulher viu a horta da bruxa pela sua pequena janela e desde então só pensava em comer rapunzel. Quando o marido ouviu o pedido da esposa, respondeu que seria melhor ela ter outro desejo, porque este ele não podia atender. Pedir a verdura para aquela bruxa era muito perigoso.

Projeto Histórias em Movimento na Comunidade Futuro Melhor Começou!

02 de Abri l - Dia Internacional do Livro Infantil  e Aniversário de Hans Christian Andersen 18 de Abril - Dia Nacional do Livro Infantil e Aniversário de Monteiro Lobato 23 de Abril - Dia Mundial do Livro e aniversário da morte de Miguel de Cervantes 20 de Abril - Início do Projeto: Histórias em Movimento - Comunidade Futuro Melhor Neste sábado, dia 20, iniciamos  nosso Projeto de levar histórias, livros e brincadeiras populares do Brasil para as crianças da periferia de São Paulo.   Jardim Peri Alto - zona norte da metrópole. Ocupação "Futuro Melhor". Completa 17 anos dia 27 de Abril. Estima-se que ali morem em torno de 3.500 a 4.000 famílias.   A única área livre disponível para as crianças brincarem, além das ruas e vielas, é esta. Um escorregador e um balanço quebrado. Chão de terra batida, sem árvores, sem grama.                                                Mas foi aí que a Ciranda começou.                                E depois chego

História - DONA BARATINHA

Era uma vez uma baratinha que estava varrendo a casa e encontrou uma moeda. Achou que estava rica e já podia se casar. Arrumou-se toda, colocou uma fita no cabelo e foi para a janela. A quem pass ava ela perguntava: - Quem quer casar com a Dona Baratinha que tem fita no cabelo e dinheiro na caixinha? O primeiro bicho que passou foi o boi, que respondeu: - EU QUERO! Dona Baratinha perguntou: - E como é que você faz de noite? O boi respondeu: - MUUUUUUUU! Ela disse: - Ai não, muito barulho, assim eu não durmo, pode ir embora. E o boi foi embora. Em seguida veio passando o cavalo e Dona Baratinha perguntou: - Quem quer casar com Dona Baratinha que tem fita no cabelo e dinheiro na caixinha? O cavalo respondeu: - EU QUERO! Dona Baratinha perguntou: - E como é que você faz de noite? O cavalo respondeu: - IIIIIIIRRRRRIIIIII! Ela disse: - Ai não, muito barulho, assim eu não durmo, pode ir embora. E o cavalo foi embora. Foi passando então o carneiro e Dona Baratinha

História - O HOMEM QUE CONTAVA HISTÓRIAS

Era uma vez um homem que, cansado de ver as pessoas de sua cidade sempre tensas, angustiadas e tristes, resolveu fazer algo por elas. Como sabia de cor lindas histórias, sentou-se num banquinho no meio da praça e pôs-se a contar e a contar... E assim o contador de histórias passava seus dias... A princípio, algumas pessoas paravam para ouvi-lo, curiosas. Mas só ficavam um pouquinho, pois tinham muita pressa, seu tempo era curto! Mesmo assim, o homem não desistia: todos os dias, punha o seu banquinho na praça e contava as suas histórias repletas de fantasia. O tempo passou.. Um dia o contador de histórias narrava, para uma plateia inexistente, uma maravilhosa fábula, quando um garotinho, puxando-o pela manga, interrompeu-o: - Ei, tio! Será que você não percebeu que não tem ninguém ouvindo? Por que você insiste em contar essas histórias? Então, o sábio homem respondeu: - Olhe, meu filho, antes eu contava histórias pensando em mudar o mundo; hoje, eu conto histórias para que o m

História - O PREÇO DA INVEJA

Uma mulher vendia queijos na feira quando um gato se aproximou e roubou um dos queijos. Um cão viu o gato e tentou tirar o queijo dele. O gato enfrentou o cão e eles começaram a brigar. O cão latia, rosnava e avançava. O gato miava e arranhava, mas nenhum dos dois conseguia ganhar a briga. Foi então que apareceu a raposa e vendo a briga ofereceu-se para ajudar. O gato disse que ela podia ser o juiz e contou-lhe o caso. A raposa propôs uma solução: que dividissem o queijo ao meio, assim, não precisariam brigar mais e ambos sairiam satisfeitos por comer. Aceitaram a proposta. A raposa então pegou uma faca e cortou o queijo ao meio . Mas ao olhar sua parte, o cão reclamou que seu pedaço estava menor . Ela, após analisar cuidadosamente disse: Você tem toda razão! E para resolver o problema, deu uma mordida na metade do gato e disse que assim, os dois pedaços ficariam iguais! Mas desta vez, foi o gato que reclamou, afirmando que seu pedaço havia ficado menor qu

O Lenhador e a Raposa - de André Gonzaga

  Clique aqui para assistir o filme original postado pelo autor

A casa de pequenos cubos

História - FÁBULAS DE ESOPO

Fábulas de Esopo.  Com certeza você já ouviu falar de "A raposa e as uvas", "O leão e o rato". Mas você sabia que Esopo era um escravo que viveu na Grécia antiga? No século XIV, um monge bizantino de nome Maximus Planudes, compilou suas fábulas e escreveu uma biografia do autor. A fábula é um gênero literário que veio do conto popular. São narrativas alegóricas em prosa ou verso. A principal diferença entre o conto e a fábula é que esta transmite uma lição de moral. Tradicionalmente esta é a sua função, mas podemos nos divertir com muitas delas. Podemos rir de nós mesmos, de nossas tolices... E também refletir sobre os mais variados modos do comportamento humano. Esta semana escolhemos quatro destas fábulas para trazer a você. Conte aos amigos, filhos, parentes enfermos... Aí vão:     O homem e o leão   Havia um leão e um homem que viajavam juntos. Cada um contava mais vantagens que o outro. E então, no caminho, encontraram um monumento re

História - A MAIS DOCE CANÇÃO

Era uma vez uma garotinha que estava colhendo flores do lado de fora da cerca. Sua mãe já havia lhe dito para não fazer isso. Seu pai já havia lhe dito para não fazer isso. Mas naquele dia, ninguém estava olhando e ela viu uma flor amarela balançando com a brisa logo ali, bem pertinho do portão. E a garotinha pensou: - Não há problema se eu abrir o portão apenas para pegar esta florzinha amarela! Abriu o portão e apanhou a linda flor. Assim que pegou a flor amarela viu, logo ali, a apenas alguns passos de distância, uma brilhante flor vermelha, e pensou: - Não há problema se eu for até ali só para apanhar aquela flor vermelha. Logo depois de apanhar a florzinha vermelha, avistou uma flor azul, muito rara, e pensou: - Ah, não há problema se eu for até ali só para apanhar esta flor azul. E assim a garotinha foi se afastando do portão de sua casa e colheu uma flor rosa, outra lilás, ainda uma branca... Num instante estava com um buque colorido e cintilante em suas