Pular para o conteúdo principal

Projeto Histórias em Movimento na Comunidade Futuro Melhor Começou!

02 de Abril - Dia Internacional do Livro Infantil  e Aniversário de Hans Christian Andersen
18 de Abril - Dia Nacional do Livro Infantil e Aniversário de Monteiro Lobato
23 de Abril - Dia Mundial do Livro e aniversário da morte de Miguel de Cervantes
20 de Abril - Início do Projeto: Histórias em Movimento - Comunidade Futuro Melhor

Neste sábado, dia 20, iniciamos  nosso Projeto de levar histórias, livros e brincadeiras populares do Brasil para as crianças da periferia de São Paulo.


  Jardim Peri Alto - zona norte da metrópole. Ocupação "Futuro Melhor". Completa 17 anos dia 27 de Abril. Estima-se que ali morem em torno de 3.500 a 4.000 famílias.

 
A única área livre disponível para as crianças brincarem, além das ruas e vielas, é esta. Um escorregador e um balanço quebrado. Chão de terra batida, sem árvores, sem grama.

 
                                             Mas foi aí que a Ciranda começou.

                               E depois chegou uma história. "Vem história!!"

                                        E o público foi se ajeitando onde dava...

E mais histórias, trava-línguas, adivinhas...


Ensinar e resgatar as brincadeiras populares, em um lugar sem equipamentos e infraestrutura de lazer, onde as crianças podem aprender e continuar brincando entre si depois que vamos embora.
 
 


Ávidos pelos livros, os maiores, que sabiam ler, leram para os menores, e queriam mais.
 
 
 E terão mais!
 O Projeto é de longo prazo, na mesma comunidade, com o objetivo de despertar nas   crianças tudo o que os livros, as histórias e as brincadeiras podem trazer. 

 

Comentários

  1. Olá Monalisa, parabéns pelo belo projeto. Fiquei encantada com a sua disponibilidade em levar cultura para as crianças. Desejo muita luz e muita energia a você e sua turminha. beijos

    ResponderExcluir
  2. Mona e Vel, parabéns!
    Os bons ventos levaram vocês para essa comunidade e que esses mesmos bons ventos acordem muitas histórias!

    Sucesso nessa caminhada!!!

    ResponderExcluir
  3. Ah Renata, muito obrigada pelas palavras de incentivo! Aprenderemos muito com este projeto e esperamos que as histórias e os livros abram caminhos e oportunidades na vida deles. Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Agradecemos seu comentário. Após moderação será publicado.

Postagens mais visitadas deste blog

História - DONA BARATINHA

Era uma vez uma baratinha que estava varrendo a casa e encontrou uma moeda. Achou que estava rica e já podia se casar. Arrumou-se toda, colocou uma fita no cabelo e foi para a janela. A quem pass ava ela perguntava: - Quem quer casar com a Dona Baratinha que tem fita no cabelo e dinheiro na caixinha? O primeiro bicho que passou foi o boi, que respondeu: - EU QUERO! Dona Baratinha perguntou: - E como é que você faz de noite? O boi respondeu: - MUUUUUUUU! Ela disse: - Ai não, muito barulho, assim eu não durmo, pode ir embora. E o boi foi embora. Em seguida veio passando o cavalo e Dona Baratinha perguntou: - Quem quer casar com Dona Baratinha que tem fita no cabelo e dinheiro na caixinha? O cavalo respondeu: - EU QUERO! Dona Baratinha perguntou: - E como é que você faz de noite? O cavalo respondeu: - IIIIIIIRRRRRIIIIII! Ela disse: - Ai não, muito barulho, assim eu não durmo, pode ir embora. E o cavalo foi embora. Foi passando então o carneiro e Dona Baratinha

Um presente para o rei

Era uma vez, um rei muito temperamental e insatisfeito. Possuía muitas riquezas e tinha como rainha uma bela esposa que o amava de verdade. Mas, mesmo nos dias mais ensolarados e belos, ele se quedava triste ou aborrecido. Irritava-se por pouco, até mesmo com o grito de uma ave ou uma nuvem mais escura no céu. Os mais belos presentes, de todas as partes do mundo eram trazidos a ele, mas nenhum deles o alegrava. Artistas de todas as artes como mímicos, palhaços, dançarinos e poetas eram convidados para entretê-lo, mas nada o satisfazia. Ninguém no reino sabia o que fazer para agrada-lo. Era muito raro, mas acontecia: algumas manhãs ele acordava se sentindo bem, disposto e alegre, mas logo este estado de ânimo desaparecia, e o rei voltava a cair na mais profunda melancolia. Assim, o que mais ele desejava era algo que o fizesse feliz ou em paz para sempre. Como fixar aqueles poucos momentos de felicidade que às vezes sentia, de modo que nunca passassem? O rei então jun

História - O URUBU E A RAPOSA

O Urubu estava no ar, peneirando, e avistou uma carniça de boi. Imediatamente, desceu e começou a saborear aquele petisco delicioso. No mesmo instante, desabou uma pesada chuva que deixou o urubu todo ensopado, e com as asas encharcadas, não podia mais voar. A raposa, que estava por ali à espreita, aproximou-se dele dizendo: - Amigo urubu, vou lhe comer! Vendo-se perdido, o urubu tinha de ser mais esperto que a raposa. Então, fez a seguinte proposta: - Amiga raposa, você não sabe que urubu molhado faz mal? Você tem que me soprar até me deixar sequinho; só então poderá me comer. A raposa acreditou! E começou a soprar as penas do urubu; e soprou e soprou por mais de uma hora. Quando parava para recuperar o fôlego, perguntava: - Já está seco, compadre urubu? - Ainda não, amiga raposa. Sopre mais um pouco. A raposa recomeçou a soprar, sempre repetindo a mesma pergunta e ouvindo a mesma resposta. Quando o urubu pressentiu que poderia escapar, correu começou a bate

A Festa no céu

Num tempo em que os animais falavam, correu uma notícia entre os bichos de que ia acontecer uma Festa no Céu! Toda a bicharada ficou animada! Festa!? Oba! Que beleza! E no céu ainda! Ah! Todos queriam ir é claro! Mas, no meio daquele falatório todo, apareceu um beija-flor com uma novidade: - Só poderia ir na festa, bicho que soubesse voar! - O quê? - falou o macaco - Como assim? - resmungou a raposa E todos os que não sabiam voar ficaram muito zangados e chateados... Menos o sapo. É que o sapo já tinha tido uma bela idéia para conseguir chegar à festa: O urubu era o músico do pedaço. Não sabia cantar mas tocava uma viola como ninguém! Pois bem, no dia da festa, o sapo, aproveitando um momento de distração do urubu, entrou pelo buraco e se escondeu dentro da sua viola. O urubu passou a mão na viola e foi voando pra tão esperada noite! Chegando lá, colocou a viola num canto e foi cumprimentar os amigos, tomar uma bebida antes de começar a tocar. Nesta ho